Hospital Sírio-Libanês é a única instituição a oferecer especialização na área

Os investimentos crescentes no desenvolvimento de novos medicamentos, tanto pela indústria quanto pelas universidades, vem aumentando, nos últimos anos, a demanda por profissionais capacitados na área de Medicina Farmacêutica. A velocidade de geração do conhecimento científico sobre novos fármacos e métodos de tratamento exige alta capacidade para lidar com dados estatísticos sobre a eficácia, tolerabilidade e segurança das novas tecnologias.

São Paulo, 14 de abril de 2016. A publicação do Diário Oficial da União (DOU) de hoje, da Lei nº 13.269, que autoriza o uso da substância fosfoetanolamina em caráter excepcional a pacientes de câncer, como se medicamento fosse, encerra um dos capítulos mais tristes da saúde pública brasileira. Deputados federais, senadores e a Presidente da República revogaram, com esta decisão, uma conquista universal: o respeito à ciência e aos pacientes.

Por: Dr. João Massud Filho
Veículo:
Folha de São Paulo

Há dias que a suposta droga contra o câncer produzida pela USP é debatida na mídia e nos meios científicos. O assunto é de extrema importância porque nos faz refletir sobre pontos frágeis no desenvolvimento de medicamentos no Brasil.

SENHOR EDITOR:

Em relação à celeuma provocada pela “droga USP para câncer”, gostaríamos de expor o seguinte:

1-) O processo de desenvolvimento de uma droga demora em torno de 7 a 10 anos, desde o processo inicial de sua descoberta (seja química ou através de plantas). Pode, em muitos casos, ultrapassar em muito este tempo (no caso do Taxol foram mais de 15 anos).

Jornalista: Fernando Cotait Maluf e Phillip Scheinberg

A morosidade na aprovação de estudos inviabiliza que o país participe de pesquisas capazes de dar a pacientes acesso a tratamentos contra o câncer

Nas últimas décadas, a ciência conseguiu importantes avanços na pesquisa básica, aquela que ocorre nas bancadas dos laboratórios. Esses progressos, no entanto, não se traduziram em grandes benefícios, conforme se imaginava, em particular para os pacientes com câncer.

Contato

Fale Conosco.

Redes Sociais

Estamos nas redes sociais. Siga-nos com um clique.

Bitnami